• Su Mach'ado

Reiki e a Síndrome do Pânico

SÍNDROME DO PÂNICO

REIKI

E TERAPIAS INTEGRATIVAS


Em decorrência do presente estado em que nos encontramos, de distanciamento social e incertezas quanto ao nosso futuro, temos sido muito procurados por pessoas relatando estar em crises fortíssimas de Síndrome do Pânico. Os relatos são de grande medo, tristeza profunda, sensação de morte, dores no peito, choro compulsivo, vômitos, dores de cabeça, calafrios, incapacidade de agir, entre outros. Com o intuito de ajudar mais pessoas, decidi fazer este texto. É muito fácil para o Terapeuta e amigos simplesmente dizer a quem está nesta situação: “Tente sentir gratidão, não foque no medo e na dor”. Quem está passando por tudo isso sabe o quanto é doloroso e difícil mudar sozinho esta vibração, com toda esta avalanche de informações que recebemos pelos telejornais e mídias sociais. Não se fala em outra coisa, exceto que pessoas estão morrendo, desempregadas, passando necessidade, é uma avalanche de informações que trazem medo e insegurança. Por este motivo, optei por fazer um procedimento para ajudar em modo “ambulatorial” essas pessoas que estão passando por esta situação a darem o primeiro passo para melhorarem, o que pode ter uma sequencia de acompanhamento ou não.


O primeiro passo é querer realmente sair disso, procurando ajuda. Existem muitos terapeutas, psicólogos, psiquiatras prontos para dar a você esta ajuda. Procure!


E o que nós propomos com o Reiki?


Em termos de “ambulatório”, fazemos técnicas extremamente avançadas de diversas escolas do Reiki, misturando Harmonizações, transmutação de energia de baixa em alta vibração, “Cirurgias Energéticas”, que retiram o que foi criado dentro da pessoa com pânico, aliviando seu emocional, e reposição energética, com o objetivo de restaurar seu estado energético. Este procedimento tem ajudado muitas pessoas, mas não deve parar por aí. Recomenda-se um acompanhamento para que não se retorne a crises, pois o tratamento adequado e o acompanhamento faz toda a diferença. Este acompanhamento inclui aplicações frequentes de Reiki, específicas para esta situação, deixar a pessoa expressar suas dores e acolher este sentimento, assumir sua existência e não “jogar para debaixo do tapete”, sugestões de mentalizações, foco no Princípio do Reiki “Só por hoje, não me preocuparei”, objetivando que a pessoa se ocupe hoje de coisas úteis ao invés de se preocupar com um futuro incerto, bem como meditações guiadas, uso de aromaterapia com óleos essenciais apropriados, utilização de cromoterapia e cristais, para ajudar a manter a elevação vibratória da pessoa. Lembre-se: a casa que sujamos menos é a mais fácil de se limpar.



Espero que estas informações possam ajudar muitas pessoas. Que possamos passar por todo este processo com crescimento e sutileza, bem com foco no aprendizado.

Com amor,

Sensei Su Mach’ado


Obs.: Nenhuma terapia integrada, como o Reiki, deve substituir o tratamento Médico.



14 visualizações0 comentário