top of page

Reiki e Saúde - O que diz a Ciência - Parte 1

Por Su Mach'ado


Reiki Ciência e Saúde

O Reiki tem sido aceito e levado cada vez mais para a área da saúde, bem como verificado, testado e analisado pelos cientistas do mundo. Neste artigo vamos abordar o que a ciência diz sobre Reiki e Saúde Humana.


Reiki é uma prática terapêutica energética, integrativa e complementar à saúde, de origem japonesa, que vem conquistando o mundo devido aos seus inúmeros benefícios físicos, emocionais, mentais e espirituais para as pessoas e animais.


Seu sucesso levou o Reiki aos hospitais e clínicas, despertando o interesse de cientistas e profissionais da saúde que desejam verificar e atestar seus efeitos com base em evidências.


Entre os efeitos associados ao Reiki, destacam-se a redução de dor, melhora do sono, diminuição de ansiedade, melhoria em casos de depressão, redução de efeitos colaterais de medicamentos, redução de estresse e burnout, redução de pressão arterial, apoio emocional e físico a pacientes com câncer, aumento do foco mental, aumento de imunidade, redução do estresse oxidativo do corpo e equilíbrio entre os sistemas simpático e parassimpático do sistema nervoso autônomo, entre outros.


O Reiki é amplamente utilizado e ensinado em países como Portugal, Espanha, Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Austrália, além de ter grande expansão e aceitação na América Latina. Ele é reconhecido como Terapia Complementar e Integrativa pela Organização Mundial da Saúde (OMS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e, no Brasil, é reconhecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e pela legislação fiscal e trabalhista.

Nos Estados Unidos, estima-se que esteja presente em mais de 800 hospitais. No Brasil, o Reiki é aplicado em instituições como o AC Camargo Cancer Center, Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio Libanês, Hospitais Universitários e Hospital Central da Aeronáutica, entre muitos outros.


No Japão, cresce o interesse pela busca de sua origem e técnicas, com o objetivo de desenvolvimento espiritual e expansão de consciência, como era seu principal objetivo inicial.


Desta forma, Círculos de Reikianos formados ao redor do mundo têm trazido cada vez mais informações científicas sobre os efeitos do Reiki em diversas questões de saúde.

Em Portugal, a Associação Portuguesa de Reiki publica diversos artigos sobre o Reiki, seus efeitos, técnicas avançadas e estudos científicos.


Nos Estados Unidos da América, temos o The International Center for Reiki Training, fundado por William Lee Rand, que criou o The Center for Reiki Research, dedicado ao desenvolvimento e registro de pesquisas científicas sobre o Reiki em todo o mundo.

No Brasil, encontramos muitos trabalhos científicos de excelente qualidade que procuram mapear os efeitos do Reiki para a saúde.


Os milhares de artigos científicos existentes no mundo todo, de fácil acesso a todos, demonstram efeitos positivos da terapia Reiki utilizada com sucesso de forma complementar na redução de dor crônica, no controle de ansiedade, no auxílio a profissionais da área da saúde a lidarem com o estresse e burnout durante suas extenuantes jornadas de trabalho ao longo dos anos da pandemia de COVID-19, na redução de crises convulsivas, na preparação de pré-operatórios, tratamentos de tumores e câncer, entre tantas possibilidades para trazer maior qualidade de vida e ampliar os efeitos dos tratamentos de saúde nos âmbitos físico, emocional e mental.


Dr. Sheldon Marc Feldman, oncologista e palestrante da conferência Centenário do Reiki, em Osaka, Japão, trouxe aos Reikianos sua vivência e experiência sobre o tratamento com Reiki em tratamentos de câncer em procedimentos cirúrgicos e durante os tratamentos usuais. Sua clínica em Nova York é uma das diversas que incluem o Reiki como tratamento humanizado dos pacientes de câncer e ele informa que sua atuação ajuda no processo cirúrgico e ao longo de todo o tratamento, fazendo com que este difícil momento da vida das pessoas seja amenizado em muitos sentidos.


O Dr. Feldman ainda impulsionou um lindo trabalho da saudosa Mestre de Reiki Raven Keys, consubstanciado no livro “Reiki Médico” (disponível em livrarias nos idiomas Espanhol e Inglês).


Encontramos revisões sistemáticas e meta-análises que consolidam os resultados de múltiplos estudos, oferecendo uma visão geral dos efeitos do Reiki com base em evidências mais robustas, como é o caso do estudo: "Terapia complementar de reiki nos fatores associados à qualidade de vida em pacientes diagnosticados com câncer: uma revisão sistemática” (ref. ao final), em que os autores concluem:

"Foram identificados 175 artigos, sendo destes 21 artigos selecionados para incluir a revisão. Dos artigos utilizados, 5 apresentaram alto nível (II) de evidencia, caracterizados por ensaios randomizados e controlados; 5 artigos apresentaram nível IV, caso-controle; 3 estudos com o nível III (ensaio randomizado); e outros 3 artigos sem nível classificação de evidência. Os estudos evidenciaram melhoras em variáveis como: vigor, fadiga dor, humor e náuseas. As melhoras desses parâmetros foram corroboradas pelas análises do tamanho do efeito.” (…) "Diante dos efeitos colaterais do tratamento do câncer, a Medicina Complementar apresenta-se, como uma opção da melhora da qualidade de vida para esses pacientes. O Reiki é um sistema de cura natural, realizado através da colocação das mãos e da transferência de energia do praticante para o destinatário. Acredita-se que a sua capacidade de cura acontece através do reequilíbrio de energia e, assim, restaura o bem-estar físico, emocional, mental e espiritual do paciente. Entre as técnicas de relaxamento, para melhorar o enfrentamento com câncer, Reiki tem se mostrado eficaz para aliviar a dor e outros sintomas como ansiedade, insônia, hiporexia, aumentando assim a qualidade de vida dos pacientes com câncer avançado, como demonstrado na tabela 1."

Um dos principais trabalhos sobre os efeitos do Reiki no Brasil, de autoria do Dr. Ricardo Monezi (referência ao final), aferiu os efeitos do Reiki em idosos com sintomas de estresse, por meio de estudo placebo e randomizado. Monezi concluiu:


"1. Nossos resultados sugerem que a terapêutica Reiki produziu as seguintes alterações psicofisiológicas e de qualidade de vida em idosos com estresse, através da promoção de um possível estado de relaxamento, superior ao constatado no grupo Placebo:
  • Redução dos níveis de estresse;

  • Redução dos níveis de ansiedade e depressão

  • Redução da percepção de tensão muscular e elevação da percepção de bem estar;

  • Elevação dos níveis de qualidade de vida referente aos domínios: "Aspectos espirituais, Religião e Crenças pessoais": "Físico": "Psicológico"; além das facetas "Autonomia" e "Intimidade*:

  • Elevação da temperatura periférica da pele;

  • Redução da tensão muscular do músculo frontal e condutância elétrica da pele."

Temos também muitos relatos sobre pessoas submetidas à terapia Reiki em hospitais informando sobre sua melhoria em bem estar de forma subjetiva, como podemos verificar no website do próprio governo brasileiro (https://www.gov.br/ebserh/pt-br/hospitais-universitarios/regiao-sudeste/hc-uftm/comunicacao/noticias/praticantes-de-reiki-no-hc-uftm-relatam-beneficios-dessa-terapia-complementar-sobre-a-ansiedade-e-a-insonia) a notícia intitulada "Praticantes de reiki no HC-UFTM relatam benefícios dessa terapia complementar sobre a ansiedade e a insônia”, traz para nós o seguinte relato de uma das pacientes submetidas às sessões de Reiki:


"A estudante Emilliana Nascimento Silva, de 17 anos, relata conviver com dificuldades para dormir e ansiedade, há algum tempo. 'Eu às vezes acordava às quatro horas da manhã, e até o resto do horário que eu tinha para dormir, ficava despertando o tempo todo... às vezes demorava de meia hora a uma hora para voltar a dormir. E tinha vez que não conseguia de jeito nenhum', relembra.
Para ela, as sessões de reiki resultaram em mais qualidade de vida e autoconhecimento. 'Eu deito e descanso tranquila, durmo melhor agora, não fico com sono durante o dia. Estou menos ansiosa. Quando ficava muito nervosa, às vezes tinha falta de respiração, tremor, e hoje consigo controlar mais', diz Silva."

Há muitos materiais a serem estudados de uma forma mais completa e que traremos aqui no nosso Blog na segunda parte deste artigo em breve. Por ora, deixamos um gostinho para os que gostam de ler trabalhos científicos robustos e interessantes com alguns materiais abaixo que vocês podem acessar para sua própria verificação.


Aproveitem!


Amor e luz,


Su Mach'ado Centro de Treinamento de Reiki - Felicidade

www.reikiefelicidade.com E-mail: reiki@reikiefelicidade.com WhatsApp: +55 11 98381-8198

Confira nossos próximos cursos acessando nossa agenda


Alguns bons artigos e trabalhos científicos sobre os efeitos do Reiki:


1) “Efeitos do Reiki na evolução do granuloma induzido através da inoculação do BCG em hamsters e do tumor ascítico de Ehrlich induzido em camundongos.”

Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia – USP.

Autor: Ricardo Rodrigues Garé

Ano: 2008


2) “Efeitos da prática do Reiki sobre aspectos psicofisiológicos e de qualidade de vida de idosos com sintomas de estresse: estudo placebo e randomizado”.

Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina

Título de Doutor em Ciências. São Paulo – 2013.

Autor: Ricardo Monezi Julião De Oliveira.


3) “Reiki no alívio de sinais e sintomas biopsicoemocionais relacionados à quimioterapia.”

Publicado em: Cogitare enferm. 24: e56694, 2019

Autoras: Sieglinder Larissa Beulke, Luciana Vannucci, Léia Fortes Salles e Ruth Natalia Teresa Turrini

Ano: 2019


4) “Protocolo de Reiki para ansiedade, depressão e bem-estar pré-operatórios: ensaio clínico controlado não randomizado”

Publicado em: Rev. esc. enferm. USP 54 • 2020

Autores: Cristovão Barros Rodrigues dos Santos, Eduardo Tavares Gomes, Simone Maria Muniz da Silva Bezerra, Vilanice Alves de Araújo Püschel

Ano:2020


5) "Efeito do Reiki sobre o sistema nervoso autônomo e fatores de risco cardiovasculares em diabéticos"

Publicado em: Repositório Institucional UNESP

Autor: Canella, Glauco César da Conceição

Ano: 2019


6) "Terapia complementar de reiki nos fatores associados à qualidade de vida em pacientes diagnosticados com câncer: uma revisão sistemática”

Publicado em: Revista Eletrônica Acervo Saúde

Autores: Victor Hugo Dantas Guimarães, Ana Luíza Barbosa de Souza, Jaciara Neves Sousa, Bruna Matos Gusmão, Amanda Mota Lacerda, João Lucas Rodrigues dos Santos, Daniela Fernanda de Freitas,

Ano: 2020


7) Alterações na via isoprenóide com meditação transcendental e práticas de cura Reiki no transtorno convulsivo (Changes in the isoprenoid pathway with transcendental meditation and Reiki healing practices in seizure disorder)

Publicado em: Neurol India 2003;51:211-4

Autores: Kumar RA, Kurup PA - Department of Neurology, Medical College Hospital, Trivandrum, Kerala

Ano: 2003


8) "Terapia Alternativa para o Câncer de Mama: Resultados, Obstáculos e Oportunidades” (Alternative Therapy for Breast Cancer: Outcomes, Obstacles and Opportunities)

Autor: Sheldon Marc Feldman, MD, FACS

Ano: 2011

182 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page